Noite Cyberpunk

Direção: César Deleon
MC: André Sun – Xininha – @andre.sun

Irmãos Figura – @irmaosfigura

Vulcanica Pokaropa – @vulknik

Camila Costa (Cake) – @caketipobolo

Chris Cruz – @chriscruzgra

Rafael Lapa – @colibridalapa

MC: André Sun – Xininha – @andre.sun

ANDRÉ SUN é ator, professor e gestor cultural. Seus objetos de pesquisa são o teatro de rua e a cultura popular, interessado em articular o estudo de manifestações brasileiras tradicionais e urbanas com princípios e técnicas da palhaçaria e da comédia teatral. Entre 2012 e 2017, foi ator da Damião e Cia de Teatro, de Campinas, companhia de teatro de rua da qual foi um dos fundadores. Com o grupo, foi contemplado com o ProAC Circulação de Artes Cênicas para Rua (2015), realizou mais de 100 apresentações e participou de mais de 20 festivais em diversos estados do Brasil. Em 2016 e 2017, foi gestor cultural e professor de teatro da Rede Usina Geradora, organização da sociedade civil responsável por gerenciar, em gestão compartilhada com a prefeitura de Campinas, uma sala de ensaios e espetáculos. Em 2019, realizou treinamento em Ópera de Pequim na National Academy of Chinese Theatre Arts (Beijing, CHI) e em Topeng (Dança–Drama Balinês) com o mestre I Made Djimat – Tri Pusaka Çakti Arts Foundation (Bali, IND). É Bacharel em Artes Cênicas (2013) e Mestre em Artes da Cena (2017) pela Unicamp, com a dissertação “Dercy Gonçalves, matriz do artista popular brasileiro.

Irmãos Figura – @irmaosfigura

Duo de malabarismo e comicidade. Atuam com intervenções, números, espetáculos e oficinas circenses desde 2019. O duo formado por Danillo Tenucci e Victor de Angelo que buscam em sua pesquisa a comunicação entre comicidade, teatro físico e circo. Os irmãos figuram neste episódio para quebrar a monotonia da quarentena e apresentar uma receita malabaristica no quintal de casa, trazendo um cardápio de truques e trejeitos. A dupla mostra um pouco de seu carisma e repertório com passes e roubos de claves possíveis de serem concluídos dentro de qualquer cômodo de uma casa.

Vulcanica Pokaropa – @vulknik

Travesti formada em Fotografia, Mestra em teatro pela UDESC, sua pesquisa aborda a presença de pessoas Transexuais, Travestis e Não Bináries no Teatro e Performance, onde a série “Desaquenda” foi seu principal trabalho do Mestrado e está disponível no youtube pelo canal da “Cucetas Produções. Pesquisa bambolê e comicidade e integra a Cia Fundo Mundo, cia de circo formada exclusivamente por pessoas Transexuais, Travestis e Não Bináries. Performer, Poeta, Artista Plástica e Visual, Produtora Cultural, Curadora. 

É um número que utilizo do bambolê de fogo e da poesia para tratar das demandas que só pessoas T passam aqui no Brasil.”

Camila Costa (Cake) – @caketipoboloPortôra e Bacharel e Licenciada em Letras – Português e Linguística pela Universidade de São Paulo. Dedica seus estudos circenses a descobrir maneiras de portar no solo e no trapézio. Teve sua formação perpassada pelo CCJ, Tendal da Lapa, Circo no Beco, Galpão do Circo, Fábrica de Cultura, Escola Livre de Teatro de Santo André e por diversas oficinas livres de dança e acrobacia cômica. Em 2018 e 2019, compôs os Coletivos Circolar e Ocupação Xxxxística, ambos na lona da Unesp. Atualmente trabalha no Centro de Memória do Circo. Um artista que vive trombando com obstáculos inseridos pela vida, mantem sua caminhada superando os “nãos” instituídos, mas é a gota d’agua e agora ele enfrenta a vida numa batalha épica! Quem será que leva a melhor?

Chris Cruz – @chriscruzgra

Um bastão mágico pode te levar a viver grandes aventuras! Você está pronta? Parece não haver escolha, apenas seguir em frente e aproveitar o momento!  

Rafael Lapa – @colibridalapa

Natural de Remanso – BA. Artista Educador, Cantador, Tocador, Poeta, Artesão, Bonequeiro e figura(palhaçe). Hoje se alimenta e dá o’que comer a São Paulo e seus engenhos, residindo em Taboão da Serra. Realiza Pesquisas, Estudos e Vivências na linguagem da Afro-Diáspora Ameríndia. AfroAmerindio e Amefricano.Através da Música , Teatro, Dança, palhaçada e da Oralidade desenvolveu e/ou desenvolve trabalhos, pesquisas com programas,coletivos e grupos como: Piá, Grupo Clariô De Teatro, Vento Forte, Grupo Candearte, Candongueiros do Campo Limpo, Doutores da Alegria e Piá.

Colibri é mensageire atemporal, nesta aventura que é estar vivo exibe seus multiplos talentos com a dança e a brincadeira, numa viagem sem sair do lugar. Vai do Brasil a África reinventando ritmos e formas de existir.

Deixe um comentário